Notícias

Amamentação não evita alergia em bebês

19/11/2015

O aleitamento materno no primeiro ano de vida não previne alergias alimentares, asma e rinite alérgica em crianças. É o que diz um estudo apresentado na reunião anual científica do Colégio Americano de Alergia, Asma e Imunologia (Acaai, na sigla em inglês), realizada entre os dias 5 e 9 de novembro, em San Antonio (Texas), nos Estados Unidos.

Os pesquisadores, do hospital médico da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, examinaram 194 pacientes com idades entre 4 e 18 anos, diagnosticados com alergias por meio de teste cutâneo. Os resultados não mostraram diferença significativa entre alergias encontradas em crianças amamentadas pela mãe e nas alimentadas com mamadeira.

Estes resultados contradizem pesquisas anteriores que afirmavam que o aleitamento materno reduzia o risco de diversos tipos de alergia.

"São necessários estudos maiores para determinar como estes resultados se aplicam à grandes populações. O leite materno ainda é o melhor alimento para os bebês. Nós definitivamente ainda encorajamos todas as mães a amamentarem", afirmou Quindelyn Cook, um dos autores do estudo.

Em entrevista ao jornal O Globo, a pediatra e alergista Renata Rodrigues Cocco afirmou que, em muitos casos, os benefícios da amamentação se dão de maneira indireta. "O leite materno pode até não prevenir a alergia. Mas, talvez, a ausência dele exacerbe o problema. O leite materno comprovadamente reduz as infecções virais. E sabe-se que as crianças infectadas podem acabar desenvolvendo asma", disse Renata.

 

Fonte: Crescer

Dr. Evilásio Farias da Policlínica Taboão

Em Taboão da Serra - SP